ILHÉU

ISABEL MESQUITA

BIO

Ilhéu. Meu ser, minh'alma. 

Minha paz, minha fúria.

Minha companhia, minha solidão. 

Minha luz, minha escuridão.

Sou açoriana e cidadã do mundo, 

bebo das influências do atlântico, inspiro-me na lusofonia,

cresço com a música e a minha música cresce comigo, 

refletindo-se num pedaço de terra no meio do mar. 

Ilhéu. Meu disco, minhas canções.

10 formas de testemunhar a minha viagem,

atravessando a poesia de Natália Correia ou Florbela Espanca, 

juntando palavras e música, neste ilhéu de mim, também.

Canções que agora não são só minhas,

mas deste mundo maravilhoso que me rodeia.